Venha para Itacaré na Bahia (73) 9 9825-4455    (73) 3251-2527
Início Acomodações Atrativos Como Chegar Reservas Blog Fale Conosco
 

Dicas e Novidades

Tudo que você precisa para se divertir em Itacaré

Passeio para Morro de São Paulo
Morro de São Paulo é um dos destinos mais populares da Bahia e, a partir de Itacaré, será possível ir até lá em um bate e volta. O dia é cheio e o passeio bem corrido, mas se você está com um tempinho sobrando em Itacaré e sonha ir até Morro de São Paulo, vale o investimento! Morro está localizado a 120 km de Itacaré, na Ilha de Tinharé, e o passeio inclui trajeto de carro e barco até a ilha. O custo, por pessoa, é de R$ 180. Veja mais sobre Morro de São Paulo.
Passeio pelas ilhas da Baía de Camamu e praias da Península de Maraú
Pertinho de Itacaré, a Baía de Camamu reserva alguns belos cenários para quem gosta de curtir passeios de barco ou de lancha. O percurso começa na cidade de Camamu (distante 60 km de Itacaré), de onde partem os barcos rumo às pequenas porções de terra da baía, como a Ilha da Pedra Furada. Ainda que as ilhas sejam bem bonitas, o destaque mesmo é a parada na Península de Maraú, onde está a deslumbrante Praia de Taipu de Fora, com algumas das mais impressionantes piscinas naturais da Bahia. O passeio é recomendado nas luas nova e cheia, quando as piscinas podem ser observadas mais intensamente. Vale cada minuto de estrada e de barco para ver aquele paraíso. O custo do passeio apenas com as ilhas é, em média, R$ 100. Já o roteiro completo, com a parada em Taipu de Fora, tem custo de R$ 140. Veja mais sobre Taipu de Fora e as praias da Península de Maraú.
Rafting em Taboquinhas
O terreno montanhoso e cercado pela intensa Mata Atlântica favorece a prática de rafting nos arredores de Itacaré. A base principal para o esporte é o Rio de Contas, na cidade de Taboquinhas, localizada a apenas 30 km de Itacaré. O grau de dificuldade do rafting não é alto, sendo que as corredeiras são de nível III e IV. As corredeiras são divertidas e arrancam boas gargalhadas, sem faltar emoção, claro! Durante o trajeto, vale ainda tomar alguns banhos de rio, saltar do alto do cânion e ainda fazer uma tirolesa ao final do passeio. O custo, por pessoa, é de R$ 60. Caso esteja sem carro, dá para contratar o passeio com o transfer a partir de Itacaré já incluído por R$ 120. Diversas agências em Itacaré oferecem o passeio, que é operado por duas empresas diferentes em Taboquinhas: a Ativa e a Planeta Rafting.
Passeio pelo Rio de Contas
O passeio para a Cachoeira do Cleandro é ideal para quem deseja dar um tempo da praia. O percurso até a cachoeira pode ser feito de barco ou caiaque pelas águas e mangue do Rio de Contas, sendo que o tempo do trajeto varia entre trinta minutos a uma hora. A Cachoeira do Cleandro — também conhecida como Cachoeira do Engenho — conta com três diferentes quedas d’água e um bom poço para banho. No retorno para Itacaré, vale fazer uma paradinha para curtir o restaurante à beira do rio. Localizada em propriedade particular, é cobrado R$ 15 de taxa de visitação por pessoa. O custo médio do passeio por agência, com guia e barco, é R$ 75 por pessoa. Para economizar, vale contratar o barqueiro diretamente na margem do Rio de Contas (com acesso pela Rua Massaranduba).
Trilha para a Praia de Jeribucaçu
Jeribucaçu é parte do conjunto de praias mais selvagens de Itacaré. E para chegar até ela, só mesmo botando o pé na trilha. O acesso não é difícil, mas exige uma caminhada de meia hora que pode ser feita com ou sem o auxílio de um guia. A trilha tem início depois de 4 km de estrada de terra a partir da BA-001, onde os carros ficam parados em estacionamentos particulares. O lugar não é difícil de ser encontrado, mas será necessário usar um meio de transporte até a entrada da trilha. O percurso da trilha tem duração de meia hora e é de nível fácil a médio. O passeio para Jeribucaçu pode ser aliado à trilha para a Cachoeira da Usina, que tem acesso a partir da praia. Nesse caso, serão mais quarenta minutos caminhando pela mata até a cachoeira. Para quem não pretende fazer a trilha até a cachoeira, não há necessidade da contratação de guias. O tour, sem a cachoeira da Usina, tem custo entre R$ 45 e R$ 60. Vale dizer que a Cachoeira da Usina pode também ser visitada por uma trilha de apenas quinze minutos a partir da BA-001, não sendo obrigatória a contratação do passeio vinculado à Praia de Jeribucaçu.
Trilha da Prainha e Praia de São José
A Prainha está entre as mais impressionantes praias de Itacaré. Com lindo mar, cercada de coqueiros e paisagem quase virgem, a Prainha é destino certo dos turistas que desejam um pedacinho de paraíso. Para chegar até lá, o caminho mais conhecido é a Trilha da Prainha. Com 40 minutos de duração, a trilha parte da Praia da Ribeira e segue por dentro da Mata Atlântica até alcançar novamente o mar. Logo depois da Prainha, o percurso segue ainda até a Praia de São José, que não fica atrás em beleza. Na Prainha, há um pequeno quiosque que serve comidas e bebidas básicas. Já na Praia de São José, há um restaurante bem completo, com direito a piscina à beira-mar. O Restaurante Grauçá é um ótimo programa para o almoço e também para o final de tarde. A Trilha da Prainha pode ser feita com ou sem o auxílio de uma agência ou guia particular. Apesar de ser um caminho fácil, é comum ouvir na cidade que há incidentes de assalto aos turistas no percurso. Até o ano 2013, os crimes eram mais comuns. Hoje, os registros de assalto são bem menores, mas a fama permanece. Caso não sinta segurança em fazer a trilha sozinho, contrate uma agência ou um guia. O custo do guia particular, por pessoa, é de R$ 20, enquanto o passeio com agência tem custo de R$ 60. Ainda que a trilha seja a maneira mais comum de chegar à Prainha, há uma maneira pouco conhecida que é bem mais fácil e rápida de ir até lá. Para isso, basta pagar o day use do Restaurante Grauçá, localizado dentro do Condomínio Villa de São José. Dentro do condomínio, há uma pequena trilha de apenas dez minutos que leva até a Prainha. Você poderá fazer o percurso em total segurança e em bem menos tempo. O custo do day use é R$ 60 por pessoa, revertido em consumação no restaurante. É obrigatória a reserva antecipada por telefone (73 98854-5989) para poder entrar com o carro no condomínio. O passeio para a Prainha e a Praia de São José, com o day use, também é oferecido por algumas agências.
Trilha das Quatro Praias
Principal percurso a pé em Itacaré, a Trilha das Quatro Praias percorre algumas das mais lindas porções de areia da cidade. O trajeto, com 4 km de caminhada, começa à beira da BA-001 (acesso de carro, ônibus ou táxi) e segue rumo à Praia da Engenhoca, Praia Havaizinho e Praia da Camboinha, até terminar na Praia de Itacarezinho. O passeio dura o dia todo e pode ser feito com agência ou por conta própria. O custo médio da trilha, em agência, é de R$ 65 por pessoa. A Trilha das Quatro Praias tem nível fácil de dificuldade e há boas paradas para apreciar a vista e curtir um banho de mar. Se o pique não permitir, vale fazer apenas uma parte da trilha. Durante o percurso, há alguns quiosques improvisados que oferecem comida e bebida. Ao final, na Praia de Itacarezinho, um delicioso restaurante com excelente infraestrutura aguarda os turistas para fechar bem o dia. Sente-se em uma das mesinhas sob as cabanas de palha, peça um bom drink e aproveite para fazer um brinde às belezas de Itacaré. Muitas vezes, esse tour inclui também uma visita à Cachoeira do Tijuipe, que está localizada a apenas 8 km da Praia de Itacarezinho. Com boa infraestrutura, a Cachoeira do Tijuipe é o lugar ideal para toda a família. O banho é uma delícia e ótimo para tirar o sal da água do mar antes de voltar à pousada. A entrada para a Cachoeira do Tijuipe é R$ 13 e não está incluída no valor do tour.
Faça uma das trilhas para as praias de Itacaré
As praias são o objetivo de todo turista em Itacaré, mas o percurso para chegar até elas pode ser bem mais prazeroso que um simples trajeto de carro. Itacaré é cercada por intensa Mata Atlântica e há diversas trilhas que levam até as praias. As mais famosas são a Trilha das Quatro Praias (com acesso à Praia da Engenhoca, Praia Havaizinho, Praia Gamboa e Itacarezinho) e a Trilha da Prainha (que leva à Prainha e à Praia de São José). Além dos dois percursos mais populares, vale ainda fazer a trilha até a Praia de Jeribucaçu, percorrer a pé todas as praias urbanas e, se o pique permitir, caminhar por toda a extensão da Praia de Itacarezinho.
Praia de jeribucaçu
O visual de Jeribucaçu está entre os mais bonitos de Itacaré. A praia é cercada por mata virgem, tem lindo mar e é emoldurada por rochas que dão o toque de charme à paisagem. De quebra, para completar o cenário, os turistas ainda contam com um delicioso rio que cruza a faixa de areia e desemboca no mar, oferecendo de presente água doce em meio à praia. Jeribucaçu é daqueles pedacinhos de frente ao mar que dá vontade de andar e conhecer cada vez mais. A cada passo nessa maravilhosa praia, será possível vislumbrar um novo quadro ainda mais belo que o anterior. O passeio começa na trilha de acesso a partir do estacionamento, que corta a Mata Atlântica e leva os visitantes à praia depois de meia hora de caminhada. Uma trilha fácil e encantadora. Já na faixa de areia, Jeribucaçu mostra diversas facetas. Existe a praia principal, onde estão quiosques improvisados e cadeirinhas em meio ao encontro do mar com o rio. Logo ao lado, há ainda uma boa faixa de areia quase independente da primeira, repleta de grandes pedras e coqueiros. Mais adiante, seguindo a trilha, será possível ainda visitar a pequena Praia do Arruda, com formações de corais e piscinas naturais na maré baixa. Um pedacinho escondido, mas igualmente deslumbrante, da Praia de Jeribucaçu. Como chegar à Praia de Jeribucaçu Não há acesso para carro à Praia de Jeribucaçu. Para chegar até lá, será necessário deixar o veículo nas casas localizadas próximas ao início da trilha. A entrada até as casas é pela BA-001, a aproximadamente 10 km do centro de Itacaré. Há placas indicativas no caminho. Depois desse ponto, serão mais 4 km de estrada de terra até o estacionamento. O valor, por carro, é a partir de R$ 10 e pode variar na alta temporada. A partir do estacionamento, segue-se a trilha a pé por trinta minutos. O caminho não exige muito esforço, mas dificulta o acesso de pessoas com problemas de locomoção. Nesse caso, é importante avaliar se o trajeto final será possível.  O passeio para Jeribucaçu é vendido pelas agências com e sem a visita à Cachoeira da Usina, que tem acesso por trilha a partir da praia. Para quem não pretende fazer a trilha até a cachoeira, não há necessidade da contratação de guias. O tour, sem a cachoeira da Usina, tem custo entre R$ 45 e R$ 60. Praia de Jeribucaçu, Itacaré - BA                                                      
Quando ir a Itacaré
Itacaré é uma ótima pedida para dias de praia durante todo o ano. O clima é sempre quente e as chuvas são bem divididas ao longo dos meses. Alguns fatores, entretanto, podem mudar muito a experiência de viagem por Itacaré. Esse é o caso da alta temporada, que costuma lotar a cidade e deixar os preços mais altos. O mesmo vale para a variação de maré, que altera bastante o cenário das praias ao longo do mês e do dia, a depender da lua e da alta ou baixa maré. A temperatura em Itacaré varia pouco ao longo do ano. Os meses mais quentes coincidem com a temporada de verão e a média da temperatura máxima entre novembro e março oscila entre 28°C a 29°C, enquanto a mínima fica na casa de 23°C. Já os meses mais frios, marcados pelo inverno, têm máxima entre 24°C e 26°C e a mínima chega a 20°C.  Durante todo o ano, Itacaré recebe boa quantidade de chuva, mas raramente apresenta longos períodos de tempo fechado. Temporais rápidos ao longo do dia são comuns, mas o sol logo aparece para alegrar os turistas. Não há uma estação seca em Itacaré, mas sim um período que chove mais e outro que chove menos. Os meses marcados por menor incidência de chuvas são agosto, setembro e outubro, com índices que variam de 96 mm a 117 mm. Já os meses mais chuvosos são março, abril e novembro, com variações entre 146 mm e 164 mm.  Alta temporada em Itacaré A alta temporada em Itacaré é marcada pelos meses de verão e por todos os feriados prolongados que acontecem ao longo do ano. De dezembro até o Carnaval, Itacaré recebe um grande fluxo de turistas e a cidade fica lotada. As praias dificilmente ficam cheias, já que as faixas de areia são longas e sempre há um cantinho deserto para curtir. Ainda assim, os espaços à beira-mar com infraestrutura de quiosques e restaurantes costumam lotar.  A alta temporada marca não só o aumento de turistas, mas também o aumento de preços. Hospedagens, passeios e até mesmo restaurantes praticam valores mais elevados nos períodos em que há mais turistas na cidade. Para economizar e ver Itacaré mais tranquila, procure fugir do verão, meses de férias e feriados prolongados, como Carnaval, Semana Santa e Corpus Christ. Tábua de marés Todo o litoral da Bahia sofre grande influência das marés. A depender do período da visita a Itacaré, você poderá ver a mesma praia com paisagens bem diferentes. E a variação pode acontecer no mesmo dia, a depender da fase da lua. Nas luas crescente e minguante, a variação do nível da água do mar é menor e não há tanta diferença no mar. Já nas luas cheia e nova, a maré sofre grande variação; durante o mesmo dia, será possível ver o mar muito calmo, com formação de piscinas naturais e, na maré alta, com boas ondas e água que chega a cobrir as faixas de areia. Para identificar o horário e nível da maré em Itacaré, é necessário consultar a tábua de marés. Quanto menor o número indicado, mais baixa será a maré. E quanto mais baixa, mais fácil de ver as piscinas e o mar calmo. Por exemplo: Uma maré em 0,1 m é muito baixa. Já a maré em 2,2 m é muito alta. Para ver as piscinas, o ideal é que a maré esteja, no máximo, em 0,5 m. A maré baixa pode acontecer em até dois horários no mesmo dia, por isso é importante consultar a tábua antes de ir à praia. O melhor lugar para ver as piscinas naturais na região é a Península de Maraú, na Praia de Taipu de Fora. A partir de Itacaré, há diversos passeios que levam até a região para mergulhar nas piscinas. Uma ótima opção para um dia de tour.
Itacaré e Península de Maraú
Itacaré e Península de Maraú 1 Uma viagem conjugando dois grandes destinos próximos no litoral da Bahia: a bela e recentemente descoberta Itacaré e Península de Maraú. Itacaré tem belas praias com águas verdes e uma vilazinha com restaurantes e barzinhos. Itacaré e Península de Maraú 2 Maraú tem, na sua exuberante natureza e na sua sensação real de exclusividade, seu grande charme. Região há pouco virgem, entre Salvador e Ilhéus, na Bahia, Itacaré é uma cidade diferente - em beleza, cultura, geografia, filosofia. Suas praias são tão especiais que até pouco nem constavam dos mapas. São de areias brancas e cheias de coqueiros. Suas águas são verdes. A Mata Atlântica foi bastante preservada, criando um microclima na região, responsável pelas noites fresquinhas. Itacaré e Península de Maraú 3 Atrações são o movimento das jangadas, a tradicional capoeira e o deslumbrante pôr do sol, visto do porto. Os passeios de canoa pelo rio, as cachoeiras do rio de Contas e o footing por sua praça... Recentemente a estrada de terra que levava de Ilhéus a Itacaré foi transformada numa estrada-parque, valorizando ainda mais este paraíso. Itacaré e Península de Maraú 4 Maraú é talvez um dos maiores paraísos virgens do litoral da Bahia e, com toda certeza, um dos mais belos... Situada entre Ilhéus e Valença, entre a Baía de Camamú, e o Atlântico, a pouca distância de Itacaré, a Península de Maraú é um paraíso natural à espera de ser descoberto. Por pessoas escolhidas. Itacaré e Península de Maraú 5 Suas praias virgens orladas por coqueiros, suas piscinas de corais, suas cachoeiras que caem diretamente sobre o mar, a vilinha de pescadores e as lagoas de água doce quente que margeiam a península em seu sentido norte-sul, fazem desse pedacinho de Brasil um local extremamente privilegiado.
Prainha
A Prainha é uma das faixas de areia prediletas entre os turistas. A exuberância da paisagem ligada à dificuldade de acesso fazem da prainha uma das mais desejadas entre os visitantes que chegam a Itacaré em busca de cenários deslumbrantes. Quase deserta, cercada pela vegetação de Mata Atlântica e com a dose certa de coqueiros, a Prainha agrada especialmente aos turistas que buscam praias mais virgens e sem a interferência de construções, pousadas e restaurantes. O mar da Prainha atrai não só os amantes de praia, mas também os surfistas da região. Com boas ondas, a Prainha está entre as prediletas para os praticantes do surfe. É o lugar certo para entrar em contato direto com a natureza. Para quem se preocupa com o fato de a Prainha ser uma praia quase deserta, vale dizer que por lá há um pequeno quiosque com cardápio bastante restrito, onde é possível encontrar bebidas, açaí, queijo, cocada e frutas. O suficiente para não passar fome durante o dia. E claro que vale levar bebidas e comidas e fazer um delicioso piquenique de frente para o mar. O quiosque oferece também um pequeno banheiro que supre emergências. Quem estiver na Prainha poderá ainda conhecer a Praia de São José. A faixa de areia vizinha é uma ótima pedida para dividir o dia de passeio. A Praia de São José pode ser acessada por trilha a partir do canto direito da Prainha ou de carro, a partir do Condomínio Villa de São José. Como chegar à Prainha Não há acesso de carro até a Prainha e será necessário fazer ao menos uma caminhada para chegar até lá. Há duas maneiras diferentes para ir à Prainha, sendo a mais comum delas a trilha que tem duração de quarenta minutos. A outra forma de ir à Prainha é por uma trilha bem curta com acesso por dentro do Condomínio Villa de São José. Nesse caso, será necessário pagar o day use do restaurante local para acessar a trilha. A Trilha da Prainha está entre as mais populares de Itacaré e é um ótimo passeio para quem deseja aliar a praia à atividade física e passeio pela Mata Atlântica. É muito comum, ao visitar Itacaré, ouvir dizer que a trilha para a Prainha é muito perigosa e há risco de assaltos. A verdade, entretanto, é que houve muitos registros de assalto até 2013. Depois disso, não houve mais incidentes graves com turistas na trilha e apenas esporadicamente acontecem tais crimes. A fama, infelizmente, perdura até hoje. Atualmente, o trajeto da Trilha da Prainha é tranquilo e pode até mesmo ser percorrido sem o auxílio de um guia, apenas com a ajuda de aplicativos de locomoção em trilha. Caso não se sinta seguro, contrate uma agência de turismo ou um guia particular para fazer o passeio. O trajeto, de 3 km e com nível moderado de dificuldade, tem início no canto direito da Praia da Ribeira e segue em percurso pela mata por quarenta minutos, com passagens por rios e pequenas quedas d’água. Ao final, a vista panorâmica da Prainha é lindíssima e compensa todo o esforço. O custo do passeio para a Prainha, com guia particular, é a partir de R$ 25 por pessoa. Com agência, esse custo será mais alto e pode depender do número de turistas no grupo. Ainda que a trilha a partir da Praia da Ribeira seja o percurso mais conhecido, há uma maneira bem mais fácil de ir até esse paraíso. Para isso, será necessário pagar o day use do Restaurante Grauçá, localizado à beira da Praia de São José e com acesso particular pelo Condomínio Villa de São José. O custo do day use para quem não é morador do condomínio é de R$ 60 por pessoa, revertidos em consumação. A Praia de São José e a Prainha são vizinhas. A partir de dentro do condomínio, há uma trilha bem curta que leva à Prainha. Nesse caso, serão apenas dez minutos de caminhada até a faixa de areia. Muito mais fácil que a trilha de quarenta minutos e ainda com direito a curtir a deliciosa piscina à beira-mar do Restaurante Grauçá. Uma boa dobradinha para o dia de passeio.
(73) 3251-2527
(73) 9 9825-4455
Travessa Castro Alves, 7 - Centro
Itacaré - BAHIA, Brasil 45530-000
E-mail:
reservas@opharolhostelepousada.com
Travessa Castro Alves, 7 - Centro
Itacaré - BAHIA, Brasil 45530-000
 
(73) 3251-2527
(73) 9 9825-4455
 
E-mail:
reservas@opharolhostelepousada.com
O Pharol Hostel e Pousada
 
INÍCIO SOBRE NÓS ACOMODAÇÕES ATRATIVOS COMO CHEGAR RESERVAS BLOG FALE CONOSCO
Intuição Digital - Criação de site